1/1/2020

Cônjuge que pratica abuso verbal - Série: Os 10 comportamentos que destroem os melhores casamentos

Não perca a quarta edição da série 10 de comportamentos que destroem os melhores casamentos. Aprenda a agir diante deles.

Contenido en Portugués
Comparte este artículo con tus amigos:
Compartir
0
+1
LinkedIn
0
WhatsApp
Cônjuge que pratica abuso verbal - Serie: Os 10 comportamentos que destroem os melhores casamentos

“VOCÊ É UMA IMBECIL” Não sei como alguém com a sua formação pode ser tão estupida, você deve ter trapaceado para conseguir o diploma universitário. Se eu fosse assim tão burro, acho que não sairia da cama pela manha”

Estas palavras atingem fortemente Betty, pois não era a primeira vez que ouvia tais insultos de seu marido. O pior foi que ela passou a acreditar nisso, ela esta sofrendo de depressão severa, é uma vitima de abuso verbal pelo cônjuge.

O abuso verbal destrói o respeito, a confiança, a admiração e a intimidade, todos esses são ingredientes chaves para um casamento

saudável.

A maioria de nós “perdemos a cabeça“ de vez em quando e dizemos palavras duras e penetrantes, das quais nos arrependemos mais tarde. Mas se formos espiritual e emocionalmente maduros, reconheceremos que esse é um comportamento improprio, expressamos tristeza e pedimos perdão ao nosso cônjuge, e o relacionamento encontra a cura.

O abusador verbal, em contrapartida, raramente pede perdão ou reconhece que suas repressões verbais sejam inadequadas. Normalmente, o abusador culpará o cônjuge por ter estimulado o abuso. “Ela (e) recebeu o que merecia” é a atitude do abusador.

O bombardeio verbal pode ser estimulado por praticamente qualquer coisa. Um, olhar, um tom de voz, uma louça quebrada ou uma criança chorando podem puxar o gatilho do arsenal do abusador.

Ele faz isso de maneira compulsiva e constante. “Ele sempre notava pequenas coisas e, então, perdia o controle, eram sempre por coisas bobas... tentei discutir, gritar, ameaçar com divorcio, nada parecia chamar a atenção dele. Ele me culpava por tudo, sempre era culpa minha... ele era perfeito. Não sei o que fazer”.

¿Quem é o abusador verbal?

A maioria das pessoas que praticam abuso verbal como modo de vida sofrem de baixa autoestima. Emocionalmente, o abusador verbal não é o indivíduo forte, confiante e cheio de si que aparente ser.

Por dentro, ele na verdade se sente como uma criança tentando desesperadamente se tornar adulto, lutando com todas as forças, mas de maneira errada. O método que usa para provar seu valor e fortalecer a própria autoestima é a destruição dos outros.

Abusador verbal: a Origem do comportamento.

O abusador verbal normalmente cresceu num lar com pais que praticavam esse tipo de abuso, ele esta expressando sua ira da mesma maneira que seus pais faziam. Seu problema se torna pior pelo fato de que sempre guardou para si a raiva que sentia de seus pais, mas agora a libera na direção de seu cônjuge.

Existe esperança para cônjuges cuja vida está sobre o constante bombardeio dos ataques verbais?

Creio que sim, mas tal esperança não vira na forma de uma varinha mágica, o progresso virá lentamente, mas por fim, você experimentara a recompensa por seus esforços.

3 maneiras para restaurar o casamento com um cônjuge abusador verbal.

Se o seu propósito é redimir o marido ou a esposa que pratica o abuso verbal, você deve primeiramente entender e aceitar a validade de suas necessidades emocionais e espirituais interiores.

Seu cônjuge tem necessidades interiores de valor próprio, proposito e satisfação na vida, bem como necessidades de receber afirmações nestas áreas.

1. Declare a necessidade, rejeite o comportamento

Pelo fato de estar tão ferido pelo abuso verbal, é comum você se defender devolvendo na mesma moeda; com isto não irá resolver o problema, somente irá por mais lenha o fogo.

Uma abordagem melhor é reconhecer as necessidades emocionais internas de seu cônjuge e incorporar isso em suas respostas ao abuso verbal que a pessoa prática.

Exemplo: “Sei que você deve estar terrivelmente frustrado para falar comigo desta maneira, gostaria que você pudesse me contar a dor que está sentindo por dentro. Sei que deve ser intensa para que explodisse comigo de maneira tão forte. Gostaria de lhe servir de ajuda, mas não posso ajuda-lo quando você expressa sua dor e sua raiva de maneiras tão destrutivas. Se você puder escrever um bilhete me dizendo o que sente e com que intensidade sente, talvez eu possa ajuda-lo a ser a esposa que você precisa”

Essa abordagem saudável ao abuso verbal é difícil para algumas esposas porque passaram a acreditar nos comentários críticos do cônjuge.

Uma esposa cujo marido a ridicularizou, ameaçou, chamou de estúpida, sem valor, incompetente, e estes abusos vão aumentando com o tempo, ela pode passar a acreditar no marido.

Caso seja o seu caso, o primeiro passo é ser capaz de rejeitar essas mensagens negativas vindos do marido é redescobrir o seu valor próprio.

Somente então poderá se tornar uma agente de mudanças positivas no casamento. Se não cuidar da própria autoestima danificada, não terá a energia emocional necessária para agir de maneira construtiva com o seu marido.

2. Creia no valor do seu parceiro

Por trás de toda língua verbalmente abusadora existe uma pessoa de valor. Apesar dos modos diabólicos, o seu cônjuge é a imagem de Deus e possui valor inato, é essa imagem positiva que lhe atraiu antes do casamento, você viu alguma coisa de valor em seu caráter e em seu comportamento. Exemplo de abordagem:

“Tenho pensado muito sobre nós nos últimos dias, tenho me lembrado de como você era gentil comigo quando namorávamos... acho que é por isso que acredito tanto em você, conheço as boas qualidades que você tem dentro de si e às vezes, perco essa visão quando sou ferida por seus ataques, mas sei que tipo de homem você é e creio nesse homem. Também creio de coração que o homem com quem me casei é o homem que você realmente quer ser. E sei que, com a ajuda de Deus e o seu desejo, você poderá alcançar esse objetivo”.

Com essas palavras, você esta expressando crenças a ele e dando aquilo que todos nos queremos desesperadamente; alguém que acredite em nós.

3. Demostre seus sentimentos

Você não ajuda o cônjuge abusador quando age como se as duras palavras não o ferissem. A resposta, porém, não é atacar de volta, retaliar com outro abuso verbal.

A saída é reconhecer que você foi magoado e que precisa de ajuda, você não deve esconder isso de seu cônjuge.

Ele precisa viver com a consciência de que você esta magoado (a) e que sua dor tem levado você a conversar com outras pessoas ou profissional para te ajudar. Exemplo de abordagem:

“Existe algo que eu realmente preciso conversar com você, não é fácil para mim dize-lo, mas minha dor esta me forçando a falar. Os ataques verbais que tenho ouvido de você tem provocado imensa dor, não estou certa sobre como devo responder, também sinto que algumas das coisas que você disse foram faladas num momento de raiva e são exageradas. Mas quero que você saiba que não posso continuar ouvindo seus ataques verbais semana após semana sem buscar ajuda”.

Lembre-se de que o primeiro principio exige que assuma responsabilidade por suas próprias atitudes.

Assim, sendo o cônjuge que sofreu o abuso verbal, você deve primeiramente se recusar a acreditar nas mensagens negativas.

Somente quando ver a si mesmo como uma pessoa digna e de valor é que você será capaz de dar passos positivos com potencial de gerar mudanças em seu relacionamento conjugal.

Conclusão

É hora de assumir uma nova abordagem. Lembre se de que não pode mudar sue cônjuge, mas pode influencia-lo. Quando você se sentir num casamento desesperado, busque ajuda de um profissional que possa-te auxiliar, muitas vezes o problema é tão severo que nenhum dos cônjuges será capaz de trata-lo sozinho, lembre-se o amor é a ferramenta mais poderosa.

Expresse seus sentimentos e necessidades de maneira acertada e aprenda a desenvolver sua inteligencia emocional para ter um casamento feliz, equilibrado e próspero, fazendo clic na imagem que está embaixo você terá acesso a um material totalmente gratuito! Nele você vai encontrar os segredos dos casais felizes, cómo gestionar suas emoçoes para lograr o equilibrio, além de melhorar a comunicação com o seu parceiro/a.

Inteligencia Emocional: El secreto de las parejas felices

¿Eres feliz con tu pareja? ¿Cuánto? Este es el secreto de esas asombrosas familias felices. Descarga este ebook y conoce.

→ Descargar ahora

También te puede interesar:

Contenido en Portugués

Não perca a terceira edição da série 10 de comportamentos que destroem os melhores casamentos. Aprenda a agir diante deles.

Contenido en Portugués

Não perca a quarta edição da série 10 de comportamentos que destroem os melhores casamentos. Aprenda a agir diante deles.

Contenido Exclusivo

Registre tu correo para recibir contenidos exclusivos sobre
desarrollo personal y profesional.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Comparte este artículo con tus amigos:
Compartir
0
+1
LinkedIn
0
WhatsApp