31/10/2019

Cônjuge que não se comunica - Série: os 10 comportamentos que destroem os melhores casamentos

Não perca a terceira edição da série 10 de comportamentos que destroem os melhores casamentos. Aprenda a agir diante deles.

Contenido en Portugués
Comparte este artículo con tus amigos:
Compartir
0
+1
LinkedIn
0
WhatsApp
Cônjuge que não se comunica - Serie os 10 comportamentos que destroem os melhores casamentos

Você tem problemas de comunicação no seu relacionamento? Continue lendo e entenda o motivo e o que pode fazer para mudar essa situação indesejável. Mas primeiro, vamos analisar juntos o seguinte cenário:

Um marido disse: “ela está certa. Eu não falo. Quando chego em casa, assisto à televisão ou leio jornal. Quando a minha esposa pede que eu fale, simplesmente continuo assistindo à televisão ou lendo.

A razão –disse ele– é que, todas às vezes que compartilho um pensamento ou uma ideia, ela ataca aquilo que eu disse e diz porque eu não deveria pensar dessa forma. Se comento sobre as notícias, ela sempre assume o lado oposto.

Se faço comentários sobre alguma coisa que me aconteceu durante o dia e expresso a minha opinião sobre isso, ela toma o partido da outra pessoa. Isso tem acontecido desde que nos casamos.

Assim, decidi que é mais seguro não falar. Não suporto a constante discordância dela em tudo o que digo”.

E a esposa deste homem, segundo o ponto de vista dela disse: “meu marido, é dogmático e opinioso e que, na maior parte do tempo, suas opiniões estavam erradas. Simplesmente estou tentando ajudá-lo a enxergar outra expectativa". Ela não conseguia entender a razão dele ficar tão na defensiva quando discordava das suas ideias.

Não é simplesmente uma “coisa de homem”, embora seja verdade que muitos homens falam menos que a esposa, não é verdade que os homens são os únicos cônjuges não comunicativos, há muitas mulheres também.

A realidade é que muitos cônjuges se refugiaram na caverna do silêncio porque temem a resposta de seu cônjuge.

Satisfazendo as necessidades emocionais do cônjuge

Existem muitas razões pelas quais alguns cônjuges se tornam não comunicativos. Sua falta de disposição de compartilhar verbalmente encontra suas raízes naquilo que está acontecendo dentro deles.

Frequentemente, é uma necessidade não atendida no relacionamento conjugal que estimulou o ressentimento no espírito do cônjuge silencioso (você tem falado a linguagem do amor do seu parceiro? Descubra neste blog e comece hoje mesmo).

Seu silêncio é uma maneira de expressar esse ressentimento. É a maneira de a pessoa dizer “não gosto de você, de modo que vou tratá-lo como um ninguém”.

Não estou dizendo que o parceiro silencioso esteja pensando conscientemente nessas coisas; quero dizer que essas são as razões emocionais internas pelas quais ele não está falando.

Se você puder descobrir as emoções dentro do seu cônjuge silencioso e os fatores que geram essas emoções, estará no rumo certo para ajudá-lo a romper o silêncio.

Mudando padrões negativos de comunicação.

Outra maneira de se tornar um agente de mudanças e perguntar a si mesmo: “Meu padrão de comunicação impede que meu cônjuge fale?”

Padrões negativos de comunicação podem silenciar um cônjuge, a solução é mudar esses padrões.

Veja a seguir algumas perguntas que você pode fazer a si mesmo para determinar se a conversa com seu cônjuge é negativa.

Responda a cada uma delas honestamente com um SIM ou NÃO.

  • Quando o meu cônjuge fala, interrompo e apresento a minha resposta?
  • Pareço estar reclamando?
  • Forço o meu cônjuge a falar, mesmo naqueles momentos em que ele precisa estar sozinho?
  • Conto as nossas conversas particulares as outras pessoas?
  • Falo abertamente sobre as minhas próprias necessidades e desejos como se fossem exigências?
  • Quando o meu cônjuge expressa uma opinião diferente da minha sou rápido em "coloca-lo na linha"?

Se respondeu SIM a qualquer uma dessas perguntas, pode ser a hora de você mudar um padrão negativa de comunicação.

Mudar esses padrões podem ser difícil, mas é a maneira de soltar a língua do seu cônjuge não comunicativo.

Uma das melhores maneiras de mudar padrões negativos de comunicação é desenvolver a arte de ouvir. Se você mostrar um desejo de entender o seu cônjuge ou ouvi-lo, o clima da comunicação aberta melhorará.

O que pode fazer para mudar essa situação indesejável?

Existem muitas maneiras de dizer "eu importo-me com aquilo que diz" simplesmente ouvido. Dê a seu cônjuge total atenção quando ele estiver falando; olhe nos olhos quando possível; todas as ações transmitem a mensagem "as suas palavras são importantes para mim"

1- Uma atmosfera de aceitação é criada quando recebe as ideias de seu cônjuge como informação, e não como uma opinião que você deve corrigir. Isso não significa que concorda com todas essas ideias; simplesmente quer dizer que você da a seu cônjuge a liberdade de tê-las.

2- Aprender a controlar a sua raiva e ouvir seu cônjuge também melhora a comunicação. Explosões raivosas em voz alta quase sempre interrompem o fluxo de comunicação.

3- Pratique a “audição reflexiva”, que é dizer aquilo que o seu cônjuge disse com as suas próprias palavras. "Você esta dizendo que..." E "o que ouço você dizer é... "são frases que ajudam o seu cônjuge a continuar a esclarecer o que esta dizendo. Em alguns momentos, indique a sua compreensão da mensagem: "Acho que entendo… sei o que você esta dizendo... isso faz sentido".

Tais declarações tendem a manter o seu cônjuge falando. Todos nos temos maior probabilidade de expressar os nossos pensamentos e sentimentos interiores se acreditamos que alguém quer genuinamente ouvir aquilo que dizemos e não vai nos condenar.

Comportamento aprendido na infância.

Outro fator é analisar como o seu cônjuge se comporta com os pais dele; pois ele pode ter desenvolvido um padrão de comportamento silencioso, para manipular os seus pais a fim de conseguir o queria durante a infância e continua a exercer este mesmo modelo no casamento.

O tratamento silencioso do cônjuge pode ser uma maneira de dizer a ela (e) “isso é um problema sério”. Seu silêncio também poderia ser um esforço de manipular para conseguir a concordância do que ele quer.

Ele pode ter usado essa abordagem com os pais durante sua infância ou adolescência. Talvez os pais dele(a) tenham cedido a suas vontades quando ele lhes deu um tratamento silencioso.

Outra maneira de se tornar um agente de mudanças positivas junto ao cônjuge não comunicativo seria ler algumas matérias, fazer algum curso de oratório. Não espere que ele o faça, tome iniciativa.

Obviamente, é claro que falharam todas as tentativas anteriores de fazer que seu cônjuge se comunicasse.

Conclusão

É hora de assumir uma nova abordagem. Lembre se de que não pode mudar sue cônjuge, mas pode influencia-lo. Quando você se sentir num casamento desesperado, busque ajuda de um profissional que possa-te auxiliar, muitas vezes o problema é tão severo que nenhum dos cônjuges será capaz de trata-lo sozinho, lembre-se o amor é a ferramenta mais poderosa.

Finalmente, quero deixar uma recomendação do livro Castelos de Cartas Gary Chapman, onde encontrará muitas dicas e soluções para problemas de situações no seu relacionamento.

Solicita una consultoría gratuita

¿Tienes problemas conyugales que están acabando con tu felicidad y la de tu familia? Hablemos sobre tus problemas y creemos juntos un plan de acción para solucionarlos.

Solicitar consultoría

También te puede interesar:

Contenido en Portugués

Não perca a quarta edição da série 10 de comportamentos que destroem os melhores casamentos. Aprenda a agir diante deles.

Contenido en Portugués

Não perca a terceira edição da série 10 de comportamentos que destroem os melhores casamentos. Aprenda a agir diante deles.

Contenido Exclusivo

Registre tu correo para recibir contenidos exclusivos sobre
desarrollo personal y profesional.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Comparte este artículo con tus amigos:
Compartir
0
+1
LinkedIn
0
WhatsApp